Buscar

Comparações



Quando somos crianças, a comparação é inevitável.

— Nossa, se parece com o pai.

— Se parece mais com a mãe.

Particularmente, não me sentia confortável, quando, ao sair, encontrava algum conhecido e começava a dizer que eu era a cópia de um, ou de outro. Sei que qualquer comparação com os pais é motivo de orgulho, mas nunca consegui esconder o desconforto ao ser comparado com eles. Sentia que havia uma pressão para ser igual a eles em tudo.

Com o passar dos anos, a comparação acabou. Veio então a pergunta clássica:

— O que vai ser quando crescer?

É uma pergunta simples, eu sei, mas nenhuma criança sabe respondê-la. Lembro que cheguei a responder para uma vizinha que eu poderia ser qualquer coisa. Nunca entendi bem o que queria dizer a frase: quando crescer.

Em casa, havia uma pressão. Não tanta, mas tinha sim. Meu pai queria que a minha irmã fosse médica. Mamãe concordava com ele. Minha irmã queria ser arquiteta. Totalmente diferente do pensamentos deles.

— Ele vai ser engenheiro.

Dizia papai, apontando para mim. Nunca me interessei por engenharia. Mas meu pai queria que eu fosse engenheiro, porque ele não conseguiu terminar a faculdade de engenharia. Mas por que eu tinha que ser engenheiro no lugar dele?

Durante um tempo, pensei que queria ser piloto de avião.

— Você será responsável por muitas vidas — alertou um amigo.

Desisti. Não era nem responsável pela minha vida, como poderia ser responsável pelas outras?

Resolvi que seria escritor.

— Que tipo de livro vai escrever?

— Tem certeza disso?

— Nossa, ninguém é escritor...

— Escritor?

Ouvi muito isso. Mas não adiantou, estava decidido a ser escritor. E hoje, com três livros publicados e mais dois sendo escritos, posso dizer que sou sim escritor.

Nem sempre você precisa ser parecido com alguém, ou ser tão diferente assim. Nem sempre você precisa fazer o mesmo que o outro faz. Basta fazer o que de fato, lhe faça se sentir bem.






 

Obrigado pela visita!


É sua primeira vez por aqui?

Faça seu cadastro e login no fim da página para deixar seu like e comentário (é rapidinho).


Se gostou, não deixe de compartilhar na sua rede social favorita, ficarei muito feliz com o carinho... :)


Até breve,

VANDER CHRISTIAN






#cronicas #relatos #cotidiano #pensamentos #comparações #pais #filhos

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Coloque o seu email abaixo e receba gratuitamente as atualizações do blog!

Obrigado pelo envio, agora você receberá um email sempre que tiver texto novo no blog