Buscar

Equilíbrio


Todos queriam passar naquela prova. Inclusive ela, que estava desempregada já tinha um tempo. O cargo de secretário de escola era almejado por muitos, uma parte por conta do salário, outra por conta do desemprego, cada vez maior.

Ela saiu cedo de casa. Melhor esperar no local do que chegar atrasada. Prova no período da tarde é sempre complicado; a pessoa almoça para não sentir fome no meio da prova, no entanto, acaba sentindo fome do mesmo jeito, já que come menos do que o normal. Ela já estava com fome. E estava nervosa. Lembrou que precisava manter o equilíbrio. Seria possível?

No horário marcado, os portões foram fechados. As provas são distribuídas, mas é preciso esperar para começar a responder. De relance, ela vê que um rapaz à sua frente, ignorando essa parte, começa a responder.

— Já pode começar?

A pergunta, feita por ela, é mais um aviso para o fiscal da sala de que tem gente já respondendo, do que propriamente uma pergunta. Com efeito, o rapaz é obrigado a parar de responder a prova, após a advertência do fiscal.

— Para os últimos, peço que fique na sala para servirem de testemunha quando eu fechar o envelope com as provas.

Depois das recomendações, o fiscal libera a prova para todos responderem. Ela abaixa a cabeça, mergulha de vez naquele mundo de letras e números. A prova está difícil. Mas ela já esperava que tivesse mesmo. Se preparou para isso. O tempo corre assustadoramente. Antes do previsto, alguns candidatos começam a deixar a sala.

— Não é possível que já terminaram!

De repente, vem uma dúvida: será que a prova está mesmo difícil?

Mais gente deixam a sala.

— Boa sorte — diz o fiscal para todos que estão indo embora.

— Falta vinte minutos — avisa ele minutos depois.

Vem o desespero:

— Não vai dar tempo!

Rapidamente ela começa a preencher o gabarito.

— Falta dez minutos.

Decididamente não vai dar tempo.

O nervosismo a domina e toda a sua concentração vai embora.

— Cinco minutos.

A contagem do fiscal só piora tudo. Ela termina a prova. Fica de testemunha. Vai embora com a certeza de que não fez uma boa prova.

Por aí existem um monte de gente como ela, que não consegue manter a calma quando é preciso manter a calma. Dizem que é preciso encontrar e manter o equilíbrio. Mas onde ele fica?





 

Obrigado pela visita!


É sua primeira vez por aqui?

Faça seu cadastro e login no fim da página para deixar seu like e comentário (é rapidinho).



Se gostou, não deixe de compartilhar na sua rede social favorita, ficarei muito feliz com o carinho... :)



Até breve,

VANDER CHRISTIAN






 

#cronicas #relatos #escritos #cotidiano #equilíbrio #nervoso #concentração #prova #concurso

1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Coloque o seu email abaixo e receba gratuitamente as atualizações do blog!

Obrigado pelo envio, agora você receberá um email sempre que tiver texto novo no blog