Buscar

Os Verdadeiros Coelhos da Páscoa


É curioso a maneira como enxergamos as coisas quando somos apenas uma criança. Eu me lembro de nunca ter ganhado um ovo de Páscoa daqueles gigantes, de causar inveja nas outras crianças. Os ovos de Páscoa que entravam em casa eram aqueles pequenos, que quebravam fácil e que bastava uma mordida e o chocolate ia todo embora. Ainda assim eu comia aos poucos, saboreava cada pedaço como se fosso o último. E como eu ficava feliz com aquele ovo de Páscoa simples.

Talvez a tristeza vinha depois, ao ouvir um colega dizer que ganhou um ovo gigante, cheio de brinquedos e bombons dentro. Sempre tinha uma criança exibida que adorava sair dizendo aos quatro ventos sobre a qualidade do ovo de Páscoa que ganhara. Eu ficava triste, mesmo sabendo que aquele ovo simples, era o melhor que os meus pais podiam me dar. Por outro lado, nunca soube qual seria minha reação se os meus pais chegassem com um ovo gigante dizendo: Esse é seu Vander. Talvez eu fizesse de tudo para causar inveja nas outras crianças; sairia mostrando para todos o ovo como se ele fosse um troféu. Aí, outra criança estaria triste por não ganhar um ovo como o meu.

Eu pensava em tudo isso quando era um garoto magro, com jeito de assustado. Hoje, penso diferente. É absurdamente incrível o preço dos ovos de Páscoa. Cada ano o preço sobe de uma maneira assustadora! Todo ano tem um motivo diferente para o preço estar lá nas alturas. Ainda não tenho filhos, mas fico pensando nos pais com mais de um filho em casa. É complicado! E criança não quer saber do preço. Criança quer o ovo de Páscoa de qualquer jeito. Criança quer se lambuzar com o chocolate. Criança quer contar para o amigo o tamanho do ovo que ganhou. Criança quer aqueles ovos que vem com brinquedos dentro. E por aí vai...

Hoje sei como é difícil para ganhar o dinheiro no fim do mês. É preciso fazer tantas coisas, aguentar tantos desaforos; que não seria nenhum absurdo eu chegar nos meus pais e pedir desculpas por ter ficado triste com a simplicidade do ovo de Páscoa que eles me deram um dia.

Mas a vida é assim, quando somos crianças não enxergamos a gravidade da situação que é o mundo. Não enxergamos, porque o mundo nos faz acreditar que o coelho existe e que ele vai trazer um ovo gigante cheio de brinquedos e bombons. O mundo não diz, que na verdade, o coelho é os nossos próprios pais.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Coloque o seu email abaixo e receba gratuitamente as atualizações do blog!

Obrigado pelo envio, agora você receberá um email sempre que tiver texto novo no blog