Buscar

Cara-de-Pau


Fico impressionado como certas pessoas conseguem ser cara-de-pau tão naturalmente. A faculdade para se tornar um cara-de-pau está de parabéns. Se fosse uma profissão, diria que está em alta no mercado. Basta ver os políticos. Algumas pessoas defendem, dizendo que o indivíduo não tem ideia de que é um baita cara-de-pau! Pode ser... Também não vou generalizar.

Para completar, tenho uma facilidade tremenda em se meter em situações, que deixam claro, a evolução dos caras-de-pau.

Outro dia, faltava cinco minutos para eu registrar o ponto e ir embora, já estava até caminhando lentamente para a sala de ponto, quando uma colega pediu:

— Que bom que eu te encontrei aqui. Você pode me ajudar com umas caixas? É rapidinho...

Resolvi ajudar. Tenho o coração bom. E ela disse que seria rapidinho... Cara-de-pau! Demorou quase trinta minutos. Eram muitas caixas; tentei empilhar elas de uma só vez sob um carrinho, numa tentativa de me livrar logo daquela enrascada, não funcionou, as caixas foram todas para o chão, perdi mais tempo...

— Obrigada. Eu já estava preocupada, sem saber como fazer para levar as caixas para o outro lado, que bom que você apareceu.

— De nada.

Foi o que consegui responder. A vontade mesmo era de xingar! Na verdade, eu não apareci, estava indo embora!

O problema não foi ajudar a colega. O problema estava na maneira como foi pedido a ajuda. Ela falou como se fosse apenas três caixas! Cara-de-pau! No todo, contei vinte caixas!

Penso, que uma explicação para esse fenômeno, chamado cara-de-pau, vir crescendo tanto, seja por conta dos políticos, que de alguma forma, tentam amenizar os crimes, dizendo que não conhecem, não sabem de quem é o dinheiro e nunca roubaram nada...

Eu sigo, sendo vítima das pessoas, que se sentem confortáveis em ser cara-de-pau. Na última semana, por exemplo, um sujeito veio me pedir uma passagem para o trem. Argumentei, disse que o meu cartão só liberava outra passagem depois de meia hora.

— Podemos esperar aqui mesmo.

Realmente aquele era um cara-de-pau profissional! Pelo jeito das roupas, estava vindo de alguma balada. E eu estava indo para o trabalho! Só isso! Deixei-o falando sozinho, segui meu caminho.

Fato é, que todos nós estamos sendo vítimas de pessoas, que não fazem nada para esconder a cara-de-pau. Afinal, a faculdade para ser um, não exige nada, não precisa estudar, não precisa fazer provas, basta ser apenas cara-de-pau.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo